Terça-feira, 07 de Julho de 2020

Última Atualização do site:  

06/07/2020 16:17:08

ÚLTIMAS NOTÍCIAS / Saúde
Visualizada 714 vezes
De olho no aedes aegypti, Peabiru intensifica ações de conscientização
Quarta-feira, 23 de dezembro de 2015
 
 
De olho no aedes aegypti, Peabiru intensifica ações de conscientização

As altas temperaturas e o excesso de chuva propícios para a reprodução do aedes aegypti, bem como o aumento de doenças transmitidas pelo mosquito fazem aumentar a atenção da secretaria de Saúde de Peabiru. O município que já enfrentou duas epidemias seguidas, nos anos de 2012 e 2013, não quer sofrer com novos problemas de saúde novamente.

Além das atividades realizadas com frequência, a secretaria realizou um mutirão no último sábado, 19, visando a conscientização da população. Uma equipe percorreu o município visitando as casas e comércio alertando sobre a importância de manter os quintais limpos e eliminar todos os focos e possíveis criadouros do mosquito transmissor da dengue.

O secretário de Saúde, Adilson Basseto, comenta que a equipe de endemias do município está em campo todos os dias trabalhando com verificações e tratamento dos pontos estratégicos onde são os maiores focos ou possui riscos de foco. “A infestação do mosquito existe e é preocupante, porque se não eliminarmos esses mosquitos e os criadouros, pode ter algum contaminado ou caso importado que pode começar a contaminar os peabiruenses. Ficamos propensos a viver outras epidemia e não queremos. Por isso, estamos trabalhando constantemente com vigilância e cuidado”, enfatiza.

O alerta da secretaria de Saúde é para que a população tenha consciência e limpe os quintais. “Quem cuida é a população, nós só monitoramos. Se a população mantiver os quintais limpos e a vigia dos pontos de acúmulo de água não teremos o mosquito e o vírus circulando em Peabiru”, pondera Basseto.

Sem confirmações - De acordo com o levantamento do município publicado pela Secretaria de Estado da Saúde, não existem casos da doença registrados no último semestre. Basseto explica que os números são anotados em ciclo diferenciado do calendário convencional que inicia em agosto e termina em julho do ano seguinte. Apesar de não existir casos confirmados o secretário reforça que a administração municipal está preocupada com a infestação do mosquito. “Diante das condições climáticas que temos enfrentado, se eleva com facilidade o número de criadouros e mosquitos”, afirma.

O secretário ainda rebate a informação divulgada de que o município possui 24 casos e já enfrenta epidemia. “Foi uma informação divulgada equivocadamente, pois quem a produziu disse que os números são referentes ao site do governo. No entanto, no Boletim da Dengue da Secretaria de Estado da Saúde, o município aparece com 31 notificações Isso significa que não existe nenhum peabiruense confirmado com dengue. Esse é o boletim que nos interessa e é utilizado como referência nacionalmente. Quem quiser acessá-lo, pode encontrar no site do governo do Paraná”, esclarece.

O número citado por Basseto é da última atualização, publicada no dia 16 de dezembro deste ano. A matéria citada pelo secretário aponta que Peabiru tem o maior problema da Comcam ultrapassando Campo Mourão e Mamborê, por exemplo. O mesmo boletim indica que Campo Mourão possui 73 notificações e nenhuma confirmação. Por outro lado, Mamborê possui 40 notificações e 40 confirmações.

Fonte: Assessoria de Comunicação

 
 
 Galeria de Fotos
De olho no aedes aegypti, Peabiru intensifica ações de conscientização
 
 
 Outras Notícias
VER TODAS
 

Horário de Atendimento: Segunda à Sexta-Feira, das 08h às 11h - 13h às 17h

Praça Eleutério Galdino de Andrade, 21 - Centro

CEP: 87250-000 - Peabiru - Paraná

 44 3531-8100   prefeitura@peabiru.pr.gov.br